Em comunicado, aquela estrutura partidária conta que, no dia 28 de maio, o movimento “Mexer São João de Areias” denunciou a situação, chamando a atenção para “uma tampa de esgoto a deitar os efluentes, que deveriam ir para a também deficitária ETAR (Estação de Tratamento de Águas Residuais) dos Prados, para alguns terrenos agrícolas localizados na sua envolvente”.

“Segundo as pessoas afetadas, as entidades competentes já estavam avisadas desta situação que acontecia há alguns dias”, refere o BE, acrescentando que a Junta de Freguesia de São João de Areias confirmou ter conhecimento da situação e que já terá alertado a Câmara Municipal.

No entanto, a resposta da autarquia foi que “a sua viatura ligeira 4x4 se encontrava avariada em reparação, estando a usar uma outra viatura maior que, pela sua dimensão, não se podia deslocar ao local por restrição de acesso (via estreita)”, acrescenta.

A agência Lusa contactou a autarquia, mas não foi possível obter uma resposta.

De acordo com o BE, “a situação foi denunciada no dia 28 de maio, mas os efluentes já estavam a transbordar do saneamento há alguns dias”, não tendo o problema sido resolvido.

“Os produtos agrícolas que estavam já semeados nos terrenos em questão perderam-se, afetando assim o rendimento de várias famílias, alguma da sua subsistência e o seu bem-estar por causa desta situação negligente por parte das entidades responsáveis que decidiram resolver o problema esperando”, lamenta.

O BE não culpabiliza a Junta de Freguesia, mas considera que a Câmara, apesar de ter a viatura 4x4 avariada, “no meio dos equipamentos, ferramentas e serviços da autarquia, ou até fora dos serviços municipais”, poderia ter arranjado uma solução.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.