O comandante Pedro Patrício já tinha afirmado aos jornalistas no local que o perigo "é iminente”, porque os trabalhos estão a decorrer em “estruturas que cederam e podem ceder a qualquer momento”.

As duas vítimas são de nacionalidade portuguesa e trabalhavam para o empreiteiro da obra, o Grupo Casais, que, contactado pela Lusa, remeteu declarações para mais tarde.

O alerta para a derrocada na parte interior da fachada de um prédio que está em obras na Rua Alexandre Herculano (na esquina com a Rua Rodrigo da Fonseca) foi dado pelas 12:00 de hoje.

Segundo os bombeiros, três pisos derrocaram, com as lajes interiores a caírem para dentro daquilo que se chama de saguão.

Às 21:00, permanecia encerrada ao trânsito, segundo fonte a PSP, a rua Rodrigo da Fonseca, desde a Alexandra Herculano e até ao final.

Na rua Alexandre Herculano o trânsito está condicionado no sentido descendente até à Avenida da Liberdade, acrescentou.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.