Bolsonaro recebeu alta por volta das 10:00 (hora local) e saiu pela lateral do edifício hospitalar sem prestar declarações à imprensa ou aos apoiantes que o aguardavam à porta do hospital, segundo a imprensa brasileira.

O candidato do Partido Social Liberal (PSL) segue agora para o aeroporto de Congonhas, também em São Paulo, onde apanhará um voo com destino ao Rio de Janeiro, estado brasileiro onde reside, num condomínio na Barra da Tijuca, na zona oeste da cidade.

A alta hospitalar ocorre no mesmo dia em que estão marcados vários protestos por todo o Brasil, e por comunidades brasileiras espalhadas pelo mundo, contra e a favor do candidato da extrema-direita.

Jair Bolsonaro foi alvo de uma facada durante um ato de campanha, em Juiz de Fora, em Minas Gerais, no dia 06 de setembro, e esteve internado até ao dia de hoje.

Durante o período de internamento, Bolsonaro passou por duas cirurgias: uma para estancar a hemorragia, logo após o ataque, e outra, também de emergência, para corrigir um problema no intestino.

Durante o período em que esteve internado, Bolsonaro subiu nas intenções de voto dos brasileiros e consolidou a liderança da corrida eleitoral. Segundo uma sondagem realizada pela plataforma Ibope divulgada um dia antes do ataque, Bolsonaro tinha 22%. Nas mais recentes sondagens, de dia 26 de setembro, Bolsonaro registou 27% das intenções de voto.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.