Os casos ocorreram em Passo de Torres, no estado de Santa Catarina, e em Tupã, no estado de São Paulo, tendo ainda sido registada uma situação de aliciamento de um eleitor por parte de um candidato, mas que não resultou em prisão.

De acordo com o TSE, outras quatro pessoas foram detidas no Rio de Janeiro por divulgação de propaganda, outras cinco foram presas em Santa Catarina e duas em São Paulo por motivos não especificados.

No primeiro boletim divulgado pelo TSE, foram também dadas a conhecer outras oito ocorrências envolvendo eleitores, mas que não terminaram em prisão, e a substituição de nove urnas.

Num país onde é obrigatório votar, cerca de 144 milhões de eleitores deslocam-se hoje às urnas para escolher os próximos vereadores, presidentes e vice-presidentes de câmara em 5.568 municípios.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.