A declaração foi feita após a comissão permanente da Assembleia Nacional ter aprovado na sexta-feira o pedido do Presidente, e de o primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, ter defendido na véspera que fosse imediata para permitir ao Governo reforçar as medidas de prevenção.

Jorge Carlos Fonseca justificou a medida como o objetivo de defender interesses e valores fundamentais do país e da comunidade e para dar meios legítimos às autoridades para um combate mais eficaz à pandemia.

O período de emergência inicia às 00:00 de domingo e vai vigorar até 17 de abril em Cabo Verde, país que regista até ao momento cinco casos positivos de covid-19 e um óbito.

Três casos foram registados na semana passada na ilha da Boa Vista, dois turistas ingleses e uma dos Países Baixos. Um dos turistas ingleses, de 62 anos, acabou por morrer na segunda-feira e os restantes já foram transferidos para os países de origem.

Na cidade da Praia, ilha de Santiago, estão confirmados dois casos, um casal.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 600 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram quase 28.000.

Dos casos de infeção, pelo menos 129.100 são considerados curados.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.