“Estamos agora a ultimar a solução para a Unidade de Saúde de Azevedo, que tem para nós uma representação muito especial, porque há seis anos e meio, quando tomámos posse, esta unidade ia fechar e, na altura, chamámos veementemente o Governo para a necessidade de a manter”, afirmou o presidente da câmara, o independente Rui Moreira.

O autarca falava na inauguração da Unidade de Saúde Familiar (USF) da Batalha, que contou com a presença do primeiro-ministro, António Costa, e da ministra da Saúde, Marta Temido.

Rui Moreira revelou que o executivo já reuniu com os proprietários do edifício onde está a unidade de saúde, com o objetivo de adquirir o imóvel, realizar as obras necessárias e, posteriormente, contratualizar a cedência com o Ministério da Saúde nos termos a acordar.

“O vereador Fernando Paulo [com os pelouros da Habitação, Coesão Social e Educação] tem vindo a conversar com a Administração Regional de Saúde do Norte e com a diretora do Agrupamento de Centros de Saúde Porto Oriental, que se mostrou disponível no interesse da manutenção desta resposta em Azevedo”, referiu.

Falando na “importância” de manter esta unidade, o presidente da câmara recordou que esta está num lugar “muito distante” do resto da cidade e com grandes problemas de acessibilidades, sendo, por isso, preciso um equipamento desta natureza.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.