As autoridades receberam o alerta a dar conta de que uma embarcação se tinha afundado na zona de rebentação e que estavam dois homens na água a flutuar, e ativaram a Estação Salva-vidas de Olhão e meios náuticos e terrestres da Polícia Marítima e da Capitania do Porto de Faro, adiantou a Autoridade Marítima num comunicado.

A mesma fonte precisou que, “pouco tempo depois, foi recebida a informação de que os tripulantes já tinham nadado para terra, não sendo necessário empenhar os meios náuticos” para o seu socorro, embora fossem depois observados pelas equipas médicas, que concluíram não haver necessidade de obterem assistência hospitalar, salientou.

“Os tripulantes, dois homens, de 32 e 35 anos de idade, que se encontravam em faina de pesca, na captura de conquilha, foram surpreendidos por uma onda maior, que virou e afundou a embarcação, tendo ambos ficado a flutuar, uma vez que envergavam os coletes de salvação aquando do acidente”, contou a Autoridade Marítima.

A embarcação que afundou tinha cerca de sete metros e partiu, sem hipótese de recuperação, devido à força a que foi sujeita na zona de rebentação, precisou ainda a Autoridade Marítima.

A mesma fonte referiu que pôs em curso um plano de remoção dos destroços da embarcação e lançou um apelo a quem sai ao mar para que utilize “permanentemente” os coletes de salvação.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.