O dinheiro servirá para atender às necessidades mais urgentes das pessoas afetadas, reconstruir habitações e dar outro tipo de apoios para as famílias voltarem a ter condições de subsistência.

Desde os incêndios, há um mês, a Cáritas, através da sua filial de Coimbra, tem visitado as pessoas afetadas, registando as perdas ocorridas e entregando bens para resolver carências imediatas.

"Mais de 200 famílias" foram ajudadas desta forma, com cem voluntários da Cáritas a trabalharem com donativos e envolvimento de paróquias e 200 empresas e instituições.

O total de 1.262.104 euros será repartido por pessoas dos concelhos de Pedrógão Grande, onde morreram 64 pessoas e também Figueiró dos Vinhos, Castanheira de Pera, Sertã, Pampilhosa da Serra e Penela.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.