“Não tivemos quaisquer discussões, e não temos quaisquer discussões, sobre qualquer boicote ao lado de aliados ou parceiros”, declarou a porta-voz da Casa Branca, Jen Psaki.

Hoje, Pequim pediu aos Estados Unidos que não avançassem com essa medida, dado que “a politização do desporto prejudica o espírito da Carta Olímpica e os interesses dos atletas de todos os países”.

Um porta-voz do departamento de Estado norte-americano, Ned Price, tinha admitido que Washington ponderava analisar um boicote aos Jogos, após um aumento de pressão de grupos políticos e de defesa dos direitos humanos.

Vários grupos ativistas e políticos republicanos aumentaram recentemente os apelos a um boicote aos próximos Jogos Olímpicos de Inverno, que devem disputar-se entre 04 e 20 de fevereiro de 2022, com base em alertas de várias Organizações Não Governamentais, que acusam a China de perseguir muçulmanos uigures e de os colocar em campos de concentração, onde serão vítimas de vários abusos, de acordo com relatos de sobreviventes.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.