Segundo a fonte do Comando Territorial do Porto da GNR, o incidente ocorreu ao final da manhã na zona das Fontainhas, junto à Ponte do Infante, tendo o cavalo percorrido cerca de dois quilómetros até ao quartel.

Depois de o militar “ter tido necessidade de apear para dar uma informação a uma pessoa”, o cavalo, “ou com a aproximação de um transeunte ou devido ao trânsito, assustou-se e fez aquilo que faz sempre quando está sozinho, que é regressar a casa”, acrescentou a fonte.

No percurso até ao quartel, que fica junto ao Hospital Santo António, a GNR reconheceu a “anormalidade de haver um cavalo sozinho” em plena cidade do Porto, mas afastou a hipótese de “constituir perigo”, pois, frisou um cavalo “não faz mal a ninguém”.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.