“Derrubaremos os muros do medo”, declarou à multidão Kemal Kiliçdaroglu, líder do Partido Republicano do Povo (CHP), ao fim de 25 dias de marcha. “O último dia da nossa marcha é um novo começo”, disse.

A multidão concentrou-se numa grande praça junto ao mar, perto da prisão de Maltepe, um quarteirão de Istambul onde está preso Enis Berberoglu, um deputado do CHP condenado a 25 anos de prisão por ter fornecido ao jornal da oposição Cumhurriyet informações confidenciais.

Kemal Kiliçdaroglu, que percorreu cerca de 450 quilómetros sem distintivo partidário e com a “Justiça” como palavra de ordem, juntou uma multidão crescente ao longo da sua caminhada, atraindo milhares de opositores ao Presidente Recep Tayyip Erdogan.

Esta iniciativa, sem precedentes na Turquia, é a maior manifestação da oposição após o movimento contestatário de 2013.

Segundo o CHP, mais de dois milhões de pessoas estiveram hoje reunidas, mas não foi possível confirmar estes números de imediato.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.