Os militares e os seus familiares estão distribuídos ao longo do percurso que o papa Francisco vai realizar após entrar nesta Base Aérea, onde na sexta-feira chegou para uma visita de cerca de 24 horas, durante a qual canonizou os pastorinhos Jacinta e Francisco.

Na pista encontra-se já dois aviões da TAP, um dos quais com passadeira vermelha e que irá transportar o papa Francisco até Roma.

No local ultimam-se os preparativos, sendo visível uma forte presença de militares das várias especialidades da Força Aérea Portuguesa.

Entre as várias centenas de pessoas encontram-se muitas crianças e alguns pósteres com mensagens alusivas ao papa e à Nossa Senhora de Fátima.

O papa Francisco presidiu hoje, no Santuário de Fátima, à cerimónia de canonização dos pastorinhos Jacinta e Francisco Marto, crianças que, com a sua prima, Lúcia, afirmaram ter visto Nossa Senhora, na Cova da Iria, em 1917.

Nas intervenções que fez em Fátima, Francisco deixou apelos à paz e à concórdia e lembrou os excluídos da sociedade e todos os que sofrem em consequência dos conflitos em vários países do mundo.

Francisco foi o quarto papa a visitar Portugal. Antes tinham-se deslocado ao Santuário de Fátima Paulo VI (1967), João Paulo II (1982, 1991 e 2000) e Bento XVI (2010).

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.