Os serviços de emergência italianos tiveram de utilizar, em algumas ocasiões, helicópteros e botes salva-vidas para resgatar os afetados, especialmente nos municípios de Brescello e Colorno.

As chuvas provocaram numerosos danos materiais em vivendas e veículos, pontes e estradas foram cortadas pela subida do nível dos rios tendo-se ainda registado quedas de árvores devido aos fortes ventos.

A Coldiretti, a principal associação de criadores de gado e agricultores de Itália, advertiu num comunicado que numerosos povoados desta região no norte da Itália encontram-se sem energia elétrica devido às chuvas.

Também assegurou que “centenas de hectares estão inundados” e que os danos nas áreas rurais causaram perdas de “milhões de euros”.

“Vinhedos, cultivos de cereais e forragens ficaram inundados, estábulos e edifícios rurais danificados, animais mortos ou desaparecidos, a vegetação destroçada”, descreveu a Coldiretti.

A Proteção Civil informou no seu portal que os alertas vermelho e laranja para chuvas intensas continuarão, na quarta-feira, em vários pontos da região de Emilia-Romagna.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.