Numa tarde de sol intenso, cerca de mil pessoas despediram-se do jovem bombeiro de 21 anos, numa cerimónia que decorreu na Capela do Peral, aldeia de Proença-a-Nova próxima da localidade de onde o jovem era natural, Vale da Mua.

"Este silêncio incomoda, interpela e as respostas nunca nos satisfazem", notou o bispo de Castelo Branco, Antonino Dias, durante a cerimónia.

O bispo recordou que Diogo Dias "vivia comprometido com a vida e com os outros", sendo "um jovem de fé, altruísta e generoso".

A missa foi acompanhada por vários momentos musicais interpretados por um grupo local de jovens, ao qual Diogo Dias pertencia.

A cerimónia contou com a presença do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, da ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, do secretário de Estado das Florestas e antigo presidente da Câmara de Proença-a-Nova, João Paulo Catarino, da secretária de Estado da Administração Interna, Patrícia Gaspar, e do presidente da Liga dos Bombeiros, Jaime Marta Soares.

Também estiveram presentes, entre outros, os presidentes dos municípios de Proença-a-Nova, de Oleiros e da Sertã, os três concelhos afetados pelo incêndio que deflagrou em Oleiros, no sábado, e que foi dado como dominado na segunda-feira de manhã.

À frente do cortejo fúnebre, lia-se, numa faixa com a imagem do jovem, "Nunca te arrependas do teu passado se na altura fazia sentido"-

A Câmara de Proença-a-Nova decretou na segunda-feira três dias de luto municipal pela morte de Diogo Dias.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.