César Figueiredo, 39 anos, licenciado em Ciências Agrárias, já foi presidente da Junta de Freguesia de Mêda, como independente, no mandato de 2009-2013, e foi candidato independente pelo CDS-PP em 2013, tendo perdido as eleições por uma margem de 197 votos.

O candidato, que é o atual líder da comissão política concelhia do CDS-PP de Mêda, justifica a decisão com a necessidade de "mudar o paradigma" que se verifica no concelho, alegando que Mêda "regride a cada ano que passa".

"A minha candidatura é feita em prol do desenvolvimento da minha terra e em prol da não extinção do nosso concelho, que está votado a uma desertificação" humana, justificou César Figueiredo, que defende medidas para a fixação de jovens no território.

O candidato do CDS-PP diz que pretende ganhar o ato eleitoral autárquico, pois reconhece que tem "tudo para vencer".

"As pessoas da Mêda querem uma mudança e, efetivamente, veem na minha pessoa a capacidade de ir ao encontro das suas pretensões", concluiu.

O município de Mêda é atualmente presidido pelo socialista Anselmo Sousa.

No atual executivo, o PS tem dois vereadores, o CDS-PP também possui dois elementos e o PSD está representado com um eleito.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.