“O fogo já destruiu alguns palheiros nas proximidades de Estevais e a aldeia está cercada pelas chamas. São precisos meios aéreos neste local”, concretizou à Lusa Nuno Gonçalves.

Por seu lado, o Comandante Operacional Distrital de Operações e Socorro (CODIS) de Bragança, João Noel Afonso, avançou que a situação “está complicada” devido ao vento que se faz sentir a às altas temperaturas no fogo que lavra em duas frentes.

“As condições atmosféricas não estão ajudar a progressão dos operacionais no terreno, que já por si é acidentado. O fogo lavra em duas frentes”, indicou o CODIS.

O alerta para o incêndio que lavra na União de Freguesias de Adeganha e Cardanha foi dado às 14:41.

No combate às chamas estão empenhados 72 bombeiros apoiados por 26 viaturas e duas máquinas de rastos.

A caminho do local, está uma grupo de reforço vindo da região do Porto.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.