Em comunicado, Angela Merkel exprimiu "sincera solidariedade com todas as famílias que perderam os seus entes queridos" na tragédia e disse esperar que os feridos e os seus familiares recuperem dos traumas físicos e psicológicos.

A chefe do Governo alemão agradeceu ainda às equipas de emergência portuguesas "que estão a trabalhar em circunstâncias difíceis no local do acidente".

Já na quarta-feira, poucas horas após o acidente, o porta-voz do Governo alemão, Steffen Seibert, lamentou as “notícias terríveis” da Madeira e manifestou “uma dor profunda por todos aqueles que perderam a vida na queda do autocarro”.

Na rede social Twitter, o porta-voz do Governo alemão deixou ainda os contactos do serviço de negócios estrangeiros para os membros das famílias que pretendessem informações.

Também o  presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, manifestou hoje “profunda tristeza” pelo “trágico acidente”

“Foi com profunda tristeza que tomei conhecimento do trágico acidente de autocarro ocorrido na Madeira, que tirou a vida a 29 cidadãos europeus da Alemanha e deixou muitos outros feridos”, afirma Jean-Claude Juncker numa publicação feita na rede social Twitter.

“Os nossos pensamentos estão com todas as vítimas, as suas famílias e amigos”, adianta o líder do executivo comunitário.

Pelo menos 29 pessoas morreram no acidente com um autocarro que transportava turistas alemães em Santa Cruz, na Madeira.

Uma das vítimas morreu no hospital central do Funchal, onde deram entrada 28 feridos, dois dos quais portugueses.
As vítimas mortais, 11 homens e 18 mulheres, são todas alemãs.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.