A Câmara dos Representantes, câmara baixa do Congresso norte-americano, dominada pela oposição democrata, aprovou esta quinta-feira, por 305 votos a favor e 102 contra, a lei que já tinha sido aprovada na véspera pelo Senado (por 84 votos a favor e 8 contra), de maioria republicana.

Esta é uma medida apoiada por ambos os partidos, criada para que sejam melhoradas as condições muitas vezes adversas e de superlotação das instalações de detenção dos migrantes detidos na fronteira sul do país que chegam em busca de asilo, principalmente vindos de países da América Central, como Honduras e El Salvador.

A oposição democrata tentou que o projeto incluísse outras medidas concretas de proteção explícita a menores migrantes, mas cederam diante da negativa republicana.

O financiamento é necessário de forma urgente para evitar o agravamento da emergência humanitária na fronteira entre os EUA e o México. A Administração tinha avisado que o dinheiro acabaria numa questão de dias.

A legislação define que o orçamento deverá ser usado nas despesas de abrigo e alimentação dos migrantes detidos pelas autoridades que atuam na fronteira e no cuidado às crianças migrantes desacompanhadas que ficam a cargo do Departamento de Saúde e Serviços Humanos.

*Com agência Associated Press

(Notícia atualizada às 23h40)

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.