De acordo com o Expresso, o Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol abriu um processo de inquérito disciplinar para averiguar declarações e notícias relacionadas com denúncias de eventuais atos de corrupção.

Na origem desta ação está uma alegada troca de e-mails entre Pedro Guerra, diretor de conteúdos da BTV, e Adão Mendes, ex-árbitro, divulgadas pelo diretor de comunicação do FC Porto, Francisco J. Marques, no Porto Canal. O processo segue agora para a Comissão de Instrutores da Liga.

O Ministério Público (MP) confirmou ontem ter recebido uma denúncia anónima em que o Benfica é acusado de corrupção, tendo a mesma sido encaminhada para o DIAP de Lisboa com vista a instauração de inquérito.

Entretanto, na sua página oficial, o Benfica "repudia e desmente de forma veemente as falsas e absurdas insinuações do diretor de comunicação do FC Porto", acrescentando ir avançar "com um processo crime por difamação e outros processos que se justifiquem".

Para os 'encarnados', as acusações do FC Porto visam "desviar as atenções da crise e graves problemas por que passam outras instituições".

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.