De acordo com esta entidade, estes números "atestam a vitalidade do setor e a sua importância para o PIB [produto interno bruto] nacional", referindo que o consumo 'per capita' atingiu "os 51 HL [hectolitros] face aos 47 HL em 2016", refletindo "quer o aumento do nível de confiança económica dos consumidores, quer o incremento da atividade turística em Portugal no último ano".

Além disso, "as exportações, que rondam os 200 milhões de litros, ajudam a sustentar o equilíbrio da balança comercial nacional", adiantam os Cervejeiros de Portugal.

"Os resultados de 2017 demonstraram que este é um setor em permanente renovação bem patente na proliferação de cada vez mais empresas cervejeiras e microcervejeiras a lançar novos tipos de cervejas", acrescenta.

No que respeita à mudança do nome de APCV para Cervejeiros de Portugal, tal será acompanhado da alteração do logótipo, renovação do 'site' e ativação das suas redes sociais.

"A mudança de designação de marca, a par de uma renovação gráfica da associação, pretende reforçar o posicionamento de inovação, dinamismo e modernização que queremos projetar para este setor", afirma François-Xavier Mahot, presidente dos Cervejeiros de Portugal, citado no comunicado.

"Um processo que resulta do compromisso e união de todos os parceiros empenhados na promoção de uma verdadeira cultura da cerveja e do seu valor estratégico para a economia nacional", conclui o responsável.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.