“Comparando o primeiro trimestre de 2020 com o período homólogo, a gasolina desceu cerca de 14,9 mil toneladas (-6,1%), o gasóleo diminuiu 69,8 mil toneladas (-5,8%), e o Jet 20,6 mil toneladas (-6,7%). O GPL [Gás de Petróleo Liquefeito] e outros registaram uma diminuição de 2,5 mil toneladas (-1,3%)”, salientou a Associação Portuguesa de Empresas Petrolíferas (Apetro) numa nota hoje divulgada.

Mas considerando apenas o mês de março, os dados apontam para “uma redução significativa” face ao mês homólogo, de cerca de 17,4 mil toneladas (-20,9% para a gasolina) e menos 49,2 mil toneladas (-12,3%) para o gasóleo.

Por sua vez, em março, o jet, combustível usado na aviação, apresentou uma redução ainda mais significativa, com menos 37,9 mil toneladas (-34,3%). Pelo contrário, o GPL e outros aumentaram 4,6 mil toneladas (+7,9%), segundo a Apetro.

A associação alertou ainda para o facto de que “atendendo a que o impacto mais significativo apenas se verificou na segunda metade de março, as quebras em abril poderão ser cerca do dobro das verificadas em março, portanto de uma grandeza muito significativa”.

Em comunicado, a entidade indicou que “decidiu publicar um resumo do consumo da gasolina, gasóleo, jet e GPL e outros, com dados para o primeiro trimestre de 2020 e homólogo, baseado no mapa das introduções ao consumo, publicado pela ENSE (Entidade Nacional para o Setor Energético)” para perceber o impacto da pandemia de covid-19.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 227 mil mortos e infetou quase 3,2 milhões de pessoas em 193 países e territórios.

Cerca de 908 mil doentes foram considerados curados.

Em Portugal, morreram 989 pessoas das 25.045 confirmadas como infetadas, e há 1.519 casos recuperados, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.