“O André foi meu colega no Conselho Nacional do PSD, onde eu já não estou e ele também já não está. Acho muito importante as pessoas terem atividade política da mesma forma que a defendo para os enfermeiros”, disse Ana Rita Cavaco à agência Lusa.

A responsável sublinhou que a sua “militância continua onde está, no PSD”.

“Hoje vim mesmo dar um beijo de Ana Rita, de amiga. Amanhã [domingo] estarei cá de forma oficial, como estive no PS, no PCP, no PP, a representar os enfermeiros. Mas o André, acima de tudo, é meu amigo e será sempre”, esclareceu.

O Chega conclui hoje dois dias de trabalhos da II Convenção Nacional, em Évora, com a eleição de novos órgãos dirigentes e o reforço do poder interno do seu presidente, André Ventura.

Até à hora do almoço são esperados depoimentos em vídeo da francesa Marine Le Pen (União Nacional) e do italiano Matteo Salvini (Liga Norte).

Ao vivo, os cerca de 600 participantes no evento do partido nacional populista vão poder ouvir os discursos de membros da extrema-direita europeia (Identidade e Democracia) como o belga e presidente da ID, Gerolf Annemans (Interesse Flamengo) ou o francês Thierry Marinai, antigo ministro de Sarkozy e atual membro da União Nacional.

Para depois do almoço está previsto o discurso de encerramento do congresso protagonizado pelo líder, deputado único e candidato presidencial, André Ventura.

Já confirmados no encerramento estão os representantes da Casa Civil da Presidência da República, do PSD, do CDS-PP e da Iniciativa Liberal, embora o Chega tenha convidado todos os partidos com assento parlamentar, incluindo PS, BE, PCP, PAN e “Os Verdes”.

Igualmente presentes vão estar elementos de diversos sindicatos e ordens profissionais.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.