A Coreia do Norte pode dispor agora de "um novo tipo de míssil balístico intercontinental" capaz de transportar  "as ogivas nucleares mais poderosas" e que inclui "o território continental dos Estados Unidos em nosso raio de ataque", afirmou o chefe de Estado, Kim Jong-Un, citado pela imprensa oficial do país.

Este é o último de uma série de anúncios em tom espetacular do governo de Pyongyang sobre seus programas nucleares e de mísseis. Mas os analistas avaliam com algum cepticismo estes anúncios, que atribuem à propaganda prévia ao congresso do partido único norte-coreano, previsto para maio.

A Coreia do Norte afirma ainda ter reduzido bombas nucleares para colocá-las em ogivas de mísseis e que desenvolveu a tecnologia necessária para o reingresso controlado destas ogivas à atmosfera. A agência oficial norte-coreana KCNA explicou que os testes do motor de míssil foram supervisionados pessoalmente por KimJong-Un.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.