O secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales, lembrou que "há duas semanas que as famílias estão nas suas casas a fazer a sua parte na luta contra esta pandemia — temos todos de continuar este trabalho, porque este vírus não dá tréguas".

Lacerda Sales agradeceu "a todos os portugueses que têm sido exemplares no seu comportamento cívico". E "aos que ainda hesitam em seguir esta conduta, tentados por uma manhã de sol ou pela falsa ideia de invencibilidade" recordou que "ficar em casa é salvar vidas".

Nesta fase, a grande preocupação do ministério da Saúde é "testar, isolar, proteger e tratar", seguindo as orientações da DGS, sublinhou. Para isso, afirma que estão a ser reforçadas as reservas de equipamentos de proteção e de testes. Na semana passada, anunciou Lacerda Sales, a reserva nacional recebeu mais 66 mil testes; 5,2 milhões de máscaras cirúrgicas; e 1,2 milhões de respiradores FFP2, mas também batas, cobre-botas e fatos.

Esta segunda-feira deverão chegar 200 mil testes e 700 mil respiradores FFP2.

Mais de 36 mil testes até 25 de março

Já sobre o número de amostras  processadas para diagnóstico, secretário de Estado destaca um "crescimento expressivo, sobretudo a partir do dia 15 de março". Lacerda Sales  diz que têm sido processadas mais de um milhar de amostras todos os dias, e, só no dia 25, mais de cinco mil. Os laboratórios públicos e privados já realizaram, até 25 de março, 36.677 testes à covid-19, anunciou o secretário de Estado da Saúde.

"A capacidade laboratorial tem aumentado ao longo da epidemia".  António Lacerda Sales ressalvou, no entanto, que os dados disponíveis são ainda provisórios.

"Uma situação desta natureza desafia-nos a todos diariamente", lembra. Nas próximas semanas, vão ser testados os funcionários e os utentes dos lares "que registem algum tipo de suspeita", anunciou Lacerda Sales, numa medida já adotada por alguns municípios do Norte, nomeadamente o do Porto.

O objetivo é "diminuir o efeito de propagação nos lares, que é uma grande preocupação".

Apesar de o Norte continuar a ser a região com mais casos — e o Porto o concelho com mais casos — as medidas do governo para testar nos lares começam fora do distrito do Porto, seguindo "critérios de risco populacional".

Cerca de mil ventiladores a caminho de Portugal

António Lacerda Sales disse hoje que há cerca de um milhar de ventiladores para reforçar a capacidade do país. Alguns, do Estado, estão já na embaixada portuguesa na China. A estes somam-se iniciativas de particulares e empresas, que vão quase duplicar a capacidade instalada.

Cerca sanitária nos concelhos do Porto decidida hoje

Questionada pelo SAPO24 sobre uma cerca sanitária, pedida por cinco municípios do Grande Porto, a zona mais afetada, Graça Freitas disse que a decisão será discutida hoje.

Graça Freitas afirma que nesta altura o Porto "tem estado a receber todo o apoio nacional" —"do ponto de vista dos recursos materiais e até humanos de que precisa". A diretora-geral da saúde disse ainda que a decisão da cerca sanitária poderá ser tomada hoje, em articulação entre as autoridades de saúde regionais (ARS-Norte) e nacionais (DGS).

A decisão de impor uma cerca sanitária na região do Porto está a ser equacionada e poderá ser tomada hoje, afirmou a diretora-geral da Saúde, Graça Freitas.

A medida está neste momento a ser equacionada entre as autoridades de saúde regionais, as autoridades de saúde nacionais e o Ministério da Saúde “e provavelmente hoje será tomada uma decisão nesse sentido”, afirmou Graça Freitas na conferência de imprensa diária para fazer o ponto da situação da pandemia de covid-19 em Portugal.

Graça Freitas assegurou que "o Porto, neste momento, do ponto de vista dos meios materiais e humanos que precisa, tem estado a receber todo o apoio nacional".

Questionada sobre a articulação que está a ser feita entre as autoridades de saúde e as autoridades municipais, Graça Freitas afirmou que “essa articulação está estabelecida e vai até ser plasmada num despacho conjunto”.

“E é óbvio que a autoridade de saúde, ao nível dos agrupamentos de centros de saúde, se articula com os seus parceiros a nível daquele município, desde logo, com a Câmara Municipal, com a Segurança Social e mais latamente com a Comissão Municipal de Proteção Civil”, sublinhou.

Portanto, frisou, “a nível local o circuito está completamente definido”.

Em reação, a câmara do Porto rejeitou a hipótese e diz deixar de reconhecer autoridade a Graça Freitas.

13% dos infetados são profissionais de saúde

O número de profissionais infetados pelo novo coronavírus aumentou para 853, representando 13% do total de casos confirmados em Portugal, adiantou o secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales.

Do total de profissionais de saúde infetados, 209 são médicos e 177 enfermeiros, afirmou António Sales na conferência de imprensa diária de atualização de informação relativa à infeção pelo novo coronavírus, que provoca a doença covid-19. Os 853 casos de infeção de profissionais anunciados hoje representam um aumento de 89 casos em relação a números divulgados no sábado.

“Os restantes 467 estão dispersos pelas outras atividades, assistentes operacionais, assistentes técnicos e outros diretamente envolvidos na prestação direta de cuidados de saúde”, adiantou o secretário de Estado da Saúde.

Questionado sobre quantos profissionais de saúde estão em cuidados intensivos, o secretário de Estado disse não ter dados disponíveis presentes no momento.

Morte da criança de 14 anos

"Tudo aponta num determinado sentido, mas temos de ter muita cautela", lembrou Graça Freitas, dizendo que, mesmo sabendo a verdadeira causa da morte, é provável que a criança de 14 anos seja contabilizada no boletim.

O relatório da situação epidemiológica em Portugal, com dados atualizados até às 24:00 de domingo, indica que a região Norte é a que regista o maior número de mortes (74), seguida da região Centro (34), da região de Lisboa e Vale do Tejo, com 30 óbitos, e do Algarve, que hoje regista dois mortos.

Relativamente a domingo, em que se registavam 119 mortes, hoje observou-se um aumento de 17,6% (mais 21).

Segundo os dados da DGS, há 6.408 casos confirmados, mais 446 (um aumento de 7,48%), face a domingo.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.