No seu comunicado diário, a Autoridade de Saúde Regional dos Açores informa que foi diagnosticado um homem de 31 anos, “proveniente de ligação aérea com o território continental”, no teste de despiste feito à chegada.

Os outros dois casos dizem respeito a um homem de 37 anos e uma mulher de 36, “que obtiveram resultado negativo no teste de despiste ao vírus SARS-CoV-2 realizado à chegada e resultado positivo no rastreio efetuado após o sexto dia, tendo este sido conhecido depois do seu regresso a território continental”.

“Os casos apresentam situação clínica estável e foram já diligenciados, pelas Delegações de Saúde Concelhias, os procedimentos definidos para caso confirmado, testagem e vigilância de contactos próximos, bem como contacto com as autoridades de saúde de território continental para acompanhamento dos casos diagnosticados”, garante a Autoridade de Saúde Regional.

Até ao momento, foram detetados 216 casos de infeção pelo novo coronavírus nos Açores, dos quais 28 mantêm-se ativos, sendo 25 em São Miguel, dois na ilha Terceira e um na ilha do Pico.

Desde o início do surto, morreram 16 pessoas no arquipélago, todas em São Miguel, e 154 recuperaram, tendo as restantes regressado aos destinos de origem.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 826 mil mortos e infetou mais de 24,2 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.809 pessoas das 56.673 confirmadas como infetadas, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.