As cinco mortes, que se verificaram “em decorrência de quadros descompensados de comorbilidades”, foram de doentes com 59, 65, 64, 71 e 82 anos, todos de sexo masculino, que se encontravam internados na Clínica da Sagrada Esperança, Zona Económica Especial, dois na Clínica Girassol e um no hospital da Barra do Kwanza.

Os cem novos casos, 82 de sexo masculino e 18 de sexo feminino, têm idades entre 10 e 83 anos.

Foram diagnosticados em Benguela e Soyo (província do Zaire) dois casos, importados de Luanda devido à violação da cerca sanitária, sendo os restantes 98 da província de Luanda.

Nas últimas 24 horas houve também mais três recuperados.

Angola soma já 1.672 casos, com 75 óbitos, 567 recuperados e 1.030 ativos.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 727 mil mortos e infetou mais de 19,6 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Em África, há 22.903 mortos confirmados em mais de um milhão de infetados em 55 países, segundo as estatísticas mais recentes sobre a pandemia naquele continente.

Entre os países africanos que têm o português como língua oficial, a Guiné Equatorial lidera em número de casos e de mortos (4.821 infetados e 83 óbitos), seguindo-se Cabo Verde (2.835 casos e 32 mortos), Guiné-Bissau (2.050 casos e 29 mortos), Moçambique (2.269 casos e 16 mortos), Angola (1.672 infetados e 75 mortos) e São Tomé e Príncipe (878 casos e 15 mortos).

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.