“É preciso que os exames se façam de forma imediata para que se possa tranquilizar as pessoas e conseguir um contingente de funcionários para que aquele lar possa continuar a funcionar ou então evacuem o lar”, disse à Lusa o presidente da Câmara de Estarreja, Diamantino Sabina.

No lar da Instituição Particular de Solidariedade Social "Vida Nova", situada em Pardilho, foram diagnosticados 11 casos de covid-19, sendo que desses, nove são funcionários que estão em casa a receber tratamento.

Os outros casos dizem respeito a dois utentes que tiveram um teste positivo à covid-19, um dos quais já morreu e o outro está internado no Hospital de Aveiro. Há ainda um outro utente que está internado, mas ainda não se sabe se está infetado com o novo coronavírus.

Os restantes 25 utentes que permanecem nesta estrutura residencial para peças idosas ainda não fizeram os testes para saber se estão ou não infetados.

Diamantino Sabina fala num ambiente de “muita aflição” que se vive no lar, afirmando que as funcionárias estão “agastadas, cansadas, nervosas, com medo de quem não está infetado o possa vir a estar” e teme que abandonem a instituição.

“Nós corremos o risco de muito em breve termos estes profissionais a abandonar os cuidados mínimos de que estes idosos precisam de ter”, disse o autarca.

Depois de ter avançado numa primeira fase com a realização de testes aos funcionários do lar, a autarquia esperava agora poder fazer os testes a todos os utentes, mas Sabina diz que estão a sentir “claras dificuldades”.

“Estamos a fazer um esforço incrível junto de empresas privadas, para termos eventualmente os testes para amanhã ou depois”, afirmou o autarca, sublinhando que o município “tem andado à frente de um processo que não lhe compete”.

“Vendo a inércia que graça, temos que avançar e temos sido nós a tratar destes assuntos, mesmo não tendo essa capacidade ou qualificação”, observou.

No passado sábado o município registou a primeira morte associada ao covid-19. Trata-se de um idoso de 82 anos que se encontrava hospitalizado.

De acordo com os últimos dados da autarquia, o concelho de Estarreja tem 22 casos de covid-19 (16 em tratamento domiciliário, cinco em internamento e um óbito).

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 727 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram perto de 35 mil.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Em Portugal, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde, registaram-se 140 mortes, mais 21 do que na véspera (+17,6%), e 6.408 casos de infeções confirmadas, o que representa um aumento de 446 em relação a domingo (+7,5%).

Portugal, onde os primeiros casos confirmados foram registados no dia 02 de março, encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de 19 de março e até às 23:59 de 02 de abril.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.