"Queremos que as pessoas cumpram rigorosamente todas as recomendações da autoridade de saúde e, em especial, que reduzam ao máximo possível qualquer saída de casa, pelo que a entrega gratuita de livros é a nossa forma de encorajar essas boas práticas", explica o presidente da Câmara Municipal, em comunicado de imprensa.

Miguel Gouveia, eleito pela coligação Confiança (PS/BE/PDR/Nós, Cidadãos!), esclarece que o programa, designado "Livros Pedidos", arranca na segunda-feira, 23 de março.

O autarca sublinha que o objetivo é incentivar as pessoas a permanecer em casa, mantendo-se "ocupadas e interessadas".

"Nada melhor para isso do que fazer uso das atuais circunstâncias para promover ativamente o consumo de literatura", reforça.

Todas as pessoas interessadas deverão recorrer a este website e fazer o respetivo pedido na categoria "Livros Pedidos", podendo escolher entre os seguintes géneros: literatura, livros infantis, desporto, gastronomia e arte.

"O processo será, a partir daí, gerido pela divisão municipal de cultura, à qual caberá selecionar, embrulhar e mandar entregar os volumes em casa das pessoas", explica Miguel Gouveia, realçando que o serviço não tem custos para o cidadão e será executado de acordo com as determinações em vigor de higiene e segurança, nomeadamente o uso de luvas e máscara e a desinfeção de equipamentos e veículos.

O Instituto de Administração da Saúde da Madeira (IASAÚDE) elevou sábado para oito o número de casos de covid-19 no arquipélago, indicando que 345 pessoas se encontram em vigilância ativa.

A pandemia da covid-19 já provocou 12.895 mortos e 300.097 pessoas estão infetadas em 169 países e territórios.

Portugal tem 14 mortes associadas ao vírus da covid-19 confirmadas, mais duas do que no sábado, e 1.600 pessoas infetadas, segundo o boletim de hoje da Direção-Geral da Saúde (DGS).

O país encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de quinta-feira e até às 23:59 de 02 de abril.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.