Numa resposta enviada por escrito à Lusa, a empresa de transporte rodoviário de Lisboa indicou que, no ano passado, transportou 79,3 milhões de passageiros, enquanto em 2019 transportou 139,5 milhões de passageiros.

Na base da perda de 60,2 milhões de passageiros está a pandemia da covid-19, “com os confinamentos obrigatórios e o fecho do país também ao turismo”, indicou a empresa.

A Carris adiantou que a previsão que tinha para 2020 “era de um crescimento de passageiros transportados superior a 2019, que só não foi possível devido à pandemia”.

Num comunicado, a empresa rodoviária revelou ainda que, no ano passado, percorreu mais de 34 milhões de quilómetros, em todos os bairros de Lisboa.

Mesmo com a pandemia, foram feitos mais de três mil quilómetros por dia.

De acordo com a Carris, entre 2019 e 2020, a frota foi reforçada com 217 novos autocarros, dos quais 165 a gás natural e 15 elétricos, reduzindo 42% a emissão de óxidos de azoto e 48% a emissão de partículas.

A empresa referiu ainda que foram contratados mais de 200 novos colaboradores, tendo sido eleita pelo terceiro ano consecutivo como Marca de Confiança Ambiente.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.