Em comunicado, a Câmara de Lisboa informa que, a partir da próxima segunda-feira, 21 de junho, os centros de vacinação contra a covid-19, que atualmente estão a funcionar nove horas por dia, estarão abertos 10 horas.

O município acrescenta que, num segundo momento, na primeira semana de julho, os centros de vacinação passam a funcionar 14 horas diárias, das 08:00 às 22:00, incluindo sábados e domingos.

“Esta medida significa um potencial de mais 15 mil doses ministradas por semana”, refere a mesma nota, salientando que na última semana foram administradas 39 mil doses, quase o dobro do que era habitual anteriormente.

Será ainda operacionalizado um processo de vacinação especial para as comunidades migrantes, indica a Câmara, sustentando que existem mais de 12.000 migrantes a aguardar atribuição de número de utente do SNS.

A Câmara de Lisboa, presidida por Fernando Medina (PS) destaca ainda que os enfermeiros contratados pelo município “passarão a desempenhar tarefas realizadas até agora apenas pelos enfermeiros do SNS [Serviço Nacional de Saúde], reforçando a capacidade operativa do corpo misto de enfermagem e garantindo maior capacidade de resposta, possibilitando mais horas de serviço”.

Além disso, será reaberto o pavilhão 3 do Estádio Universitário de Lisboa, “que será operado pelas Forças Armadas, com um regime de agendamento distinto, significando esta medida um potencial de cerca de mais sete mil vacinas por semana”.

A autarquia lisboeta tem sete centros de vacinação em funcionamento, nos quais já foram administradas mais de 320.000 vacinas.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.