Durante a visita a uma fábrica da Ford em Ypsilanti, no Michigan, cujos trabalhadores fabricaram ventiladores e outros equipamentos médicos no âmbito da pandemia de covid-19, Trump segurou uma máscara e disse tê-la usado.

"Eu estava a  usar uma antes. Usei uma nesta área dos fundos, mas não quis dar à imprensa o prazer de o ver", disse aos jornalistas e fotógrafos que o acompanharam na visita.

Praticamente todos na fábrica usavam máscaras, seguindo a política da empresa e as recomendações do governo para conter a disseminação do vírus.

Trump, que pressiona para deixar a pandemia para trás e reativar a economia, nunca usou uma máscara em público, alegando que não se ajusta à imagem que deve dar como líder mundial.

Mas nesta quinta, disse que a máscara "era muito bonita, ficou muito bem".

A presença do chefe de Estado norte-americano no Michigan coincidiu com uma disputa que decorre com a governadora democrata e um dia depois de Donald Trump ter ameaçado reter fundos federais devido ao esforço deste estado em expandir os votos por correio.

Fora a alegada utilização em privado, o presidente do Estados Unidos voltou a ser visto sem utilizar máscara de proteção, apesar do aviso dado pela procuradora-geral do estado, que alertou que Donald Trump podia ser proibido de regressar ao Michigan.

A procuradora Dana Nessel realçou que o uso de máscara não é apenas uma política da Ford, mas também uma lei naquele estado, que é um dos mais afetados pelo novo coronavírus.

Dana Nessel disse que se Donald Trump recusasse usar a máscara “iria ser convidado a não entrar em edifícios fechados” naquele estado.

“Se nós sabemos que ele está de visita ao nosso estado e sabemos que não vai cumprir a lei, penso que temos de tomar alguma ação contra qualquer empresa ou fábrica que permita que ele entre nas instalações e ponha em risco os trabalhadores”, destacou Dana Nessel à CNN.

Trump recusou-se a usar uma máscara em público, dizendo aos assessores que acredita que o faz parecer fraco, apesar de ser recomendado por autoridades de saúde que todos os norte-americanos devem adotar o uso da máscara para ajudar a conter a covid-19.

“Não sei, vamos pensar nisso”, respondeu Donald Trump quando questionado, antes de deixar as instalações, se iria utilizar uma máscara.

Na primeira paragem do dia, o Presidente norte-americano não usou máscara numa reunião com trabalhadores e apoiantes afro-americanos.

Uma ordem emitida pela governadora Gretchen Whitmer ordena às fábricas a suspensão de visitas de pessoas não-essenciais, embora Dana Nessel tenha dito que o seu gabinete não iria travar a visita de Trump.

O Presidente republicano e Gretchen Whitmer tiveram uma disputa durante o surto do novo coronavírus, devido às críticas feitas pela governadora à resposta dada pelo Governo federal às necessidades do estado de equipamentos médicos, como ventiladores e equipamentos de proteção individual como luvas, máscaras ou fatos.

(Artigo atualizado às 7:09)

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.