"A indústria de media está a trabalhar sob condições extraordinárias para manter as pessoas informadas durante a pandemia" do novo coronavírus, refere a rede social.

"Enquanto as pessoas recorrem a jornalistas locais para obter informação crítica sobre como manter os seus amigos, famílias e comunidades seguras, estes jornalistas são especialmente atingidos na atual crise económica", acrescenta o Facebook, em comunicado.

Nesse sentido, o Facebook Journalism Project (FJP) e o EJC, uma organização sem fins lucrativos com experiência a trabalhar com os editores em todo o continente, anunciam um fundo – designado de European Journalism Covid-19 Support Fund – que avisa ajudar os jornalistas na Europa a cobrir histórias importantes, neste atual contexto de pandemia.

O European Journalism Centre irá direcionar "fundos de emergência através dos três milhões de dólares (2,7 milhões de euros, à taxa de câmbio atual) que o Facebook está a investir para pequenas e médias organizações de media e para jornalistas mais necessitados nos países mais atingidos” na Europa, com o objetivo de "apoiar os seus negócios e a cobertura contínua da covid-19 nas suas comunidades locais", adianta.

O EJC será responsável por decidir quem receberá o financiamento com base nos seus critérios e administrará os subsídios independentemente do Facebook, de acordo com a rede social, que garante que "os subsídios não dependem do uso de ferramentas e produtos do Facebook".

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.