Nas últimas 24 horas morreram 230 pessoas devido à covid-19 em França, elevando a 72.877 o total de mortes desde o início da pandemia, em março de 2020.

Nos hospitais, 25.900 camas estão ocupadas por doentes com problemas derivados do vírus, com 1.169 novas admissões num dia.

Do total, 2.869 doentes estão nos cuidados intensivos (menos 16 do que na sexta-feira).

A pressão sobre as unidades hospitalares e a circulação do vírus mantêm-se em níveis altos no país, onde foram registados mais de três milhões de casos positivos de covid-19 desde março.

O primeiro-ministro francês, Jean Castex, anunciou hoje que já foram vacinadas um milhão de pessoas, como tinha prometido o executivo para finais deste mês, e agora espera acabar janeiro com 1,3 a 1,4 milhões de pessoas vacinadas.

A campanha de vacinação, que teve início em 27 de dezembro, foi acelerada nas últimas duas semanas, depois de fortes críticas sobre a lentidão inicial, já que na primeira semana tinham sido vacinadas 500 pessoas.

Para travar a expansão do vírus, o Governo francês endureceu no passado sábado a hora de recolher obrigatório, que se mantém em todo o país entre as 18:00 e as 06:00.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.