Segundo a vereadora da Educação, Adelina Pinto, o rastreio será acompanhado por psicólogos das universidades do Minho, do Porto e Coimbra, no âmbito do laboratório colaborativo ProChild.

“Pretendemos fazer uma avaliação e ter intervenção, pois não sabemos como as crianças estão neste tempo de pandemia e importa perceber muito bem essa situação para definir políticas públicas”, salientou a autarca.

As escolas do concelho funcionarão com horários desfasados, condicionamento no acesso a cantinas, criação de grupos de alunos em espaços de recreio e complemento curricular.

Guimarães regista um aumento do número de alunos matriculados no ensino pré-escolar em comparação com o ano anterior, verificando-se ainda uma estabilidade ao nível dos 1.º, 2.º e 3.º ciclos.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.