Em comunicado, o Hospital Distrital de Santarém (HDS) afirma que, na urgência geral, a estrutura modular vai ajudar na “gestão do fluxo constante e distanciamento de utentes que acorrem a este serviço” ao aumentar “a capacidade da área de observação e vigilância com um serviço de observação (SO) para 10 utentes e duas áreas individualizadas com pressão negativa para cuidados mais diferenciados”.

Na urgência pediátrica, a estrutura modular “acolherá a urgência pediátrica ‘limpa’, reservando a habitual urgência pediátrica para as necessidades de crianças suspeitas ou infetadas” com o SARS-CoV-2, que provoca a doença covid-19.

“No atual contexto pandémico, estas estruturas modulares, que entrarão em funcionamento no início do mês de fevereiro, serão um garante da segurança e da qualidade que o HDS imprime em todas as áreas assistenciais, permitindo uma definição clara de circuitos de circulação de utentes e de profissionais”, é referido no comunicado.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.092.736 mortos resultantes de mais de 97,4 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 9.686 pessoas dos 595.149 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.