Os 25.072 casos diários são o número mais baixo dos últimos 160 dias, precisa o ministério.

Em maio, quando o país de 1.350 milhões de pessoas era o epicentro mundial da pandemia da covid-19, registaram-se mais de 400.000 casos diários.

Nas últimas 24 horas contam-se 389 mortes relacionadas com a doença, também muito longe das 4.500 que chegaram a registar-se num só dia na pior altura da crise pandémica.

A Índia confirmou um total de 434.756 mortes e 32,4 milhões de casos desde o início da pandemia.

Vários especialistas sugerem que o número real de mortes é provavelmente maior, o que as autoridades de saúde indianas têm rejeitado repetidamente.

A recuperação do país é evidente em Estados como Nova Deli, que pelo terceiro dia consecutivo não registou qualquer morte relacionada com a covid-19, segundo a agência noticiosa espanhola EFE.

Apesar da melhoria sustentada, os peritos aconselham não “baixar a guarda” face a um previsível novo aumento dos casos no final do mês.

Para atenuar o impacto dessa eventual terceira vaga, o gigante asiático mantém esperanças na campanha de vacinação iniciada em janeiro e que já permitiu inocular 131 milhões de pessoas com as duas doses do soro.

A covid-19 provocou pelo menos 4.423.173 mortes em todo o mundo, entre mais de 211,3 milhões de infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.