Os óbitos hoje recenseados em Itália representam o número mais baixo desde 29 de agosto de 2020, dia em que foi registada uma vítima mortal.

O número total de mortes atribuídas à doença covid-19 no território italiano desde o início da crise pandémica, em fevereiro de 2020, situa-se nos 127.867, segundo o boletim informativo do Ministério da Saúde italiano.

Por outro lado, os novos contágios pelo coronavírus SARS-CoV-2 estão a aumentar no território italiano e já se encontram em níveis que eram registados em final de maio.

Com a comunicação de 3.127 novos contágios, o país totaliza, até à data, 4.287.458 casos de pessoas que ficaram infetadas com o novo coronavírus, de acordo com o ministério italiano.

Os indicadores ao fim de semana são normalmente menos expressivos, uma vez que são feitos menos testes de diagnóstico no país.

O Instituto Superior de Saúde italiano tem vindo a alertar que a pandemia de covid-19 está a ganhar novamente terreno no país, especialmente junto das pessoas mais jovens.

A idade média das novas infeções situa-se nos 28 anos e quase todos são casos assintomáticos, de acordo com a mesma fonte, que advertiu que a variante Delta do SARS-CoV-2, inicialmente detetada na Índia e caracterizada como mais resistente e mais transmissível, “está a impor-se” no país e fará aumentar os casos positivos.

O índice de transmissibilidade (Rt) do novo coronavírus SARS-Cov-2 em Itália – que estima o número de casos secundários de infeção resultantes de uma pessoa com o vírus — aumentou de 0,66 (valor registado na semana passada) para 0,91.

Apesar de estar ainda longe de níveis considerados preocupantes, a pressão exercida sobre os hospitais italianos tem vindo a subir.

Dos atuais 46.000 casos ativos de infeção no país, 1.292 são pessoas que estão internadas em enfermarias, mais 19 em comparação à véspera.

Destes doentes, 156 encontram-se em unidades de cuidados intensivos (UCI), menos seis em relação ao dia anterior.

A campanha de vacinação em Itália continua a avançar, mas a um ritmo mais lento quando comparado com os últimos meses.

Um total de 26,7 milhões de pessoas já têm o processo de imunização completo contra a covid-19, o que representa 49,55% da população italiana com mais de 12 anos.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 4.086.242 mortos em todo o mundo, entre mais de 189,9 milhões de casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o balanço mais recente da agência France-Presse (AFP).

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em países como o Reino Unido, Índia, África do Sul, Brasil e Peru.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.