Os dados divulgados pela principal agência federal de saúde pública dos EUA mostram que 101,8 milhões de pessoas receberam pelo menos uma inoculação e 58 milhões estão já vacinadas, sendo que estas podem recomeçar a viajar, mantendo medidas de precaução como o uso de máscara e o distanciamento físico.

O Presidente norte-americano, Joe Biden, prometeu que 90% dos adultos seriam vacinados até 19 de abril e anunciou o objetivo de 200 milhões de vacinas até aos 100 dias da sua entrada em funções, de forma a que os americanos possam juntar-se “em pequenos grupos” para celebrar a festa nacional do 04 de julho.

Três vacinas estão autorizadas nos Estados Unidos, a da Johnson e Johnson (que requer apenas uma inoculação), a da aliança Pfizer/BioNTech e a da Moderna (ambas com duas doses).

As autoridades de saúde norte-americanas anunciaram ainda que as pessoas que já estão vacinadas contra a covid-19 podem recomeçar a viajar, sendo que para as viagens internas não será necessário cumprir quarentena nem realizar teste de despistagem.

Em contrapartida, as pessoas vacinadas que cheguem aos Estados Unidos provenientes de outros países terão de apresentar um teste negativo antes do embarque, sendo recomendado um novo teste três a cinco dias após a entrada no país, podendo as autoridades locais exigir o cumprimento de uma quarentena.

Os viajantes vacinados que viagem para o estrangeiro só terão de apresentar um teste negativo antes de deixar os Estados Unidos se isso for exigido pelo país de destino.

Uma pessoa é considerada vacinada duas semanas após a inoculação (a segunda dose no caso das vacinas que a requerem).

“Mais de um adulto em cinco está agora completamente vacinado” nos Estados Unidos, declarou, em conferência de imprensa, Rochelle Walensky, diretora dos CDC.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.829.089 mortos no mundo, resultantes de mais de 129,5 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.