Numa gravação colocada na sua conta na rede social Twitter, Javid afirma que na noite de sexta-feira começou a sentir-se “sonolento”, então fez um teste de antígeno hoje de manhã, que deu positivo, depois do qual, subsequentemente fez um teste de PCR, do qual aguarda na sua residência os resultados.

“Felizmente, tomei as duas doses e os sintomas são leves”, disse Javid, que pediu aos britânicos que “se vacinassem, se ainda não o fizeram”.

“Se todos fizerem a sua parte, não apenas se protege a si mesmo e aos seus, mas também protege o NHS [o sistema de saúde público britânico], e ajuda a preservar o nosso modo de vida”, disse.

O anúncio de Javid ocorre quando as infeções diárias pelo novo coronavírus no Reino Unido ultrapassam os 50.000 casos pela primeira vez desde 15 de janeiro passado, devido à variante delta, a mais transmissível.

Embora o número de infetados continue a aumentar, o Governo britânico suspenderá as últimas restrições legais na próxima segunda-feira e o uso de máscaras deixa de ser obrigatório, medida que a comunidade científica critica.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.