Desde o início da pandemia, Portugal já registou 15.649 óbitos e 790.885 casos de infeção pelo novo coronavírus, estando hoje ativos 92.175 (menos 3.145 do que ontem).

A DGS indica que das 127 mortes registadas nas últimas 24 horas, 22 ocorreram na região Norte, 21 na região Centro, 71 na região de Lisboa e Vale do Tejo, sete no Alentejo e seis no Algarve.

Relativamente aos internamentos hospitalares, o boletim epidemiológico da DGS indica que estão internadas 4.137 pessoas (menos 345 do que ontem), das quais 719 em salas de cuidados intensivos (menos 33 do que no dia anterior).

Nas últimas 24 horas foram dados como recuperados mais 5.342 doentes. Há 17 dias consecutivos que o número de recuperados supera o de novas infeções. No total, desde o início da pandemia, já recuperaram da doença 683.061 pessoas.

O boletim em detalhe

Na região de Lisboa e Vale do Tejo foram notificadas mais 1.224 novas infeções, contabilizando-se até agora 298.044 casos e 6.465 mortes.

Segundo o boletim a região de Lisboa e Vale do Tejo tem 52,6 por cento do total de casos registados nas últimas 24 horas e 55,9 do total de mortes.

A região Norte tem hoje 482 novas infeções por SARS-CoV-2 e desde o início da pandemia já contabilizou 322.993 casos de infeção e 5.092 mortes.

Na região Centro, registaram-se mais 367 casos, acumulando-se 113.061 infeções e 2.786 mortos.

No Alentejo foram assinalados mais 108 casos, totalizando 27 .960 infeções e 905 mortos desde o início da pandemia em Portugal.

A região do Algarve tem hoje notificados 101 novos casos, somando 19.573 infeções e 314 mortos.

A Madeira registou 34 novos casos. Esta região autónoma contabiliza 5.574 infeções e 59 mortes devido à covid-19.

A região Autónoma dos Açores registou oito novos caso nas últimas 24 horas e notificados no total 3.680 casos de infeção e 28 mortos.

Os casos confirmados distribuem-se por todas as faixas etárias, situando-se entre os 20 e os 59 anos o registo de maior número de infeções.

O novo coronavírus já infetou em Portugal, pelo menos, 357.462 homens e 433.156 mulheres, referem os dados da DGS, segundo os quais há 267 casos de sexo desconhecido, que se encontram sob investigação, uma vez que estes dados não são fornecidos de forma automática.

Do total de vítimas mortais, 8.168 eram homens e 7.481 mulheres.

O maior número de óbitos continua a concentrar-se nos idosos com mais de 80 anos, seguidos da faixa etária entre os 70 e os 79 anos.

Do total de 15.649 mortes, 10.423 eram pessoas com mais de 80 anos, 3.269 com idades entre os 70 e os 79 anos e 1.355 tinham entre os 60 e os 69 anos.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.