Desde o início da pandemia, Portugal já registou 4.056 mortes (+85) e 268.721 (+3.919) casos de infeção, estando ativos 80.432, menos 3.572 do que ontem.

O número de novas infeções é o mais baixo de há 13 dias para cá (10 de novembro) e verificou-se uma descida recorde nos casos ativos.

A DGS indica que, das 85 mortes registadas nas últimas 24 horas, 50 ocorreram na região Norte, 20 na região de Lisboa e Vale do Tejo, 12 na região Centro, três no Alentejo. Nas regiões autónomas e no Algarve não há qualquer óbito registado.

As autoridades de saúde têm em vigilância 82.160 contactos, mais 135 face a ontem, e foram dados como recuperados 7.406 doentes nas últimas 24 horas, num total acumulado de 183.233 desde o início da pandemia.

Estão internados 3.275 doentes (+34 do que ontem), sendo que 506 estão nos Cuidados Intensivos (+8) — é a primeira vez que a barreira dos 500 é ultrapassada e o número de doentes internados em cuidados intensivos têm vindo a aumentar desde o dia 7 de setembro, quando estavam nestas unidades 49 pessoas.

Segundo o boletim epidemiológico da DGS, 58,2 por cento dos novos casos situam-se na região Norte, que contabilizou nas últimas 24 horas mais 2.284 infeções, totalizando 139.905 casos de infeção e 1.907 mortos desde o início da pandemia.

Na região de Lisboa e Vale do Tejo foram notificados mais 1.018 novos casos de infeção, contabilizando-se até agora 91.053 casos de infeção e 1.467 mortes.

Na região Centro registaram-se mais 446 casos de infeção, contabilizando-se agora 25.949 e 521 mortos.

No Alentejo foram registados mais 83 novos casos, totalizando 5.320 e 101 mortos.

A região do Algarve tem hoje notificados mais 65 casos de infeção, somando 4.870 casos e 43 mortos desde o início da pandemia.

Na Região Autónoma dos Açores foram registados 18 novos casos nas últimas 24 horas, somando 828 infeções detetadas e 15 mortos desde o início da pandemia.

A Madeira registou cinco novos casos nas últimas 24 horas, contabilizando 796 infeções e dois óbitos.

No boletim, a Direção-Geral da Saúde precisa que a 16 de novembro houve uma atualização do sistema de tecnologia de análise de dados provenientes do SINAVE (Sistema Nacional de Vigilância Epidemiológica), tendo sido atualizado o número cumulativo de casos confirmados e recuperados nessa data.

Os casos confirmados distribuem-se por todas as faixas etárias, situando-se entre os 20 e os 59 anos o registo de maior número de infeções.

O novo coronavírus já infetou em Portugal pelo menos 118.649 homens e 145.191 mulheres, de acordo com os casos declarados.

O boletim de hoje refere que há 4.881 casos confirmados de sexos desconhecidos que se encontram sob investigação, uma vez que estes dados não são fornecidos de uma forma automática.

Do total de vítimas mortais, 2.095 eram homens e 1.961 mulheres.

O maior número de óbitos continua a concentrar-se nas pessoas com mais de 80 anos.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.