“Está pronto para partir um grupo de uma centena de médicos que inclui importantes especialistas do Ministério da Defesa da Rússia em virologia e epidemiologia, que têm uma considerável experiência internacional na luta contra epidemias, junto com equipamento moderno de diagnóstico e desinfeção”, expressou o ministério, num comunicado difundido à imprensa.

Segundo o ministério, no aeródromo militar de Chkalovsk (na região de Moscovo) estão preparados para descolar nove aviões IL-76 da aviação de transporte militar das Forças Aeroespaciais da Rússia, deslocados operativamente desde diversas bases aéreas russas.

Itália tem sido o país mais afetado até ao momento pela pandemia da covid-19, pelo que o Governo italiano decidiu interromper até 03 de abril todas as atividades produtivas exceto as que são essenciais para os cidadãos, de forma a tentar conter a propagação do coronavírus, que causou, até sábado, mais de 4.800 mortos no país.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 290 mil pessoas em todo o mundo, das quais mais de 12.700 morreram.

Em Portugal, há 12 mortes e 1.280 infeções confirmadas até sábado.

Portugal encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de quinta-feira e até às 23:59 de 02 de abril.

Além disso, o Governo declarou na terça-feira o estado de calamidade pública para o concelho de Ovar.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.