“A medida determinada pela Câmara Municipal de Setúbal enquadra-se numa estratégia de prevenção com objetivos de redução da vulnerabilidade e exposição ao risco decorrente de incêndios florestais e de mitigação de propagação da pandemia da covid-19”, refere uma nota de imprensa divulgada hoje pela Câmara Municipal de Setúbal.

“A decisão é igualmente justificada pela situação registada nos dias 16 e 17 maio, fim de semana em que, em virtude das medidas graduais de desconfinamento, se verificou uma “deslocação massiva em veículos automóveis, motociclos, veículos sem motor e a pé”, acrescenta a autarquia.

A Câmara de Setúbal refere ainda que a situação verificada no passado fim de semana provocou “um forte congestionamento à circulação automóvel, o qual, associado a um estacionamento desordenado e caótico, colocou em causa a capacidade de prestação de socorro e acesso de veículos de emergência”.

A interdição determinada hoje pelo município é, na prática, uma antecipação de algumas medidas restritivas à circulação automóvel que serão aplicadas durante a época balnear, no âmbito do programa “Arrábida Sem Carros”, que tem sido implementado desde há alguns anos, com o objetivo de assegurar a proteção de pessoas, bens e património natural da Arrábida.

A exemplo do que já aconteceu em anos anteriores, durante a época balnear, que terá início no próximo mês de junho, logo que esteja esgotada a capacidade de estacionamento junto às praias, está prevista a proibição de circulação de viaturas particulares entre a praia da Figueirinha e o Creiro, sendo apenas permitida a passagem de transportes públicos, veículos de emergência e residentes.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.