"A Transdev iniciou a oferta de transporte público ajustada às necessidades do transporte escolar em coordenação com as solicitações dos municípios e de acordo com as necessidades decorrentes do período de pandemia que vivemos", indicou a transportadora, em nota de imprensa enviada à agência Lusa.

Na nota, a empresa especifica que, no caso da Beira Baixa, esta oferta vai abranger os concelhos de Almeida, Celorico da Beira, Covilhã, Fundão, Guarda, Mêda, Trancoso e Sabugal.

Os trabalhadores da Transdev afetos aos serviços de transporte escolar dos 19 municípios da CIM Região de Coimbra e dos cinco municípios da CIM da Beira Baixa "voltam assim ao trabalho", acrescentou.

Segundo a Transdev, o acordo para a recuperação dos serviços de transporte escolar "significa que cada um dos municípios envolvidos financiou a operação, no sentido de a tornar sustentável".

A nota sublinha ainda que “esta questão é crucial, sobretudo numa altura em que as necessidades de transportes das comunidades aumentam muito com o início de mais um ano letivo”.

De acordo com a transportadora, o acordo é válido até ao final do ano letivo, sendo que "as duas partes concordaram em acompanhar com regularidade o equilíbrio da solução encontrada, no sentido de garantir que não se desvirtua o espírito do acordo agora celebrado".

No final de março, devido à pandemia de covid-19, a empresa de transportes tinha aderido ao sistema de ‘lay-off' simplificado, devido à quebra de receitas, numa decisão que abrangeu cerca de dois mil trabalhadores da Transdev.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.