A segunda dose da vacina contra a covid-19 tem de ser administrada no mesmo centro de vacinação onde recebeu a primeira.

Apesar de o coordenador da task force de vacinação, vice-almirante Gouveia e Melo, ter dito, numa audiência no Parlamento, que se estaria a estudar a possibilidade de os centros de vacinação poderem funcionar em regime de "casa aberta", que permitisse a um utente poder fazer a vacinação fora da sua área de residência e receber as segundas doses da vacina no posto mais conveniente, segundo o Público, uma fonte da task force de vacinação, consultada pelo jornal, confirmou que ambas as doses da vacina têm que ser administradas no mesmo local, por uma questão de organização do processo.

Atualmente, as pessoas a partir dos 33 anos já podem fazer o autoagendamento que permite marcar a vacinação contra a covid-19.

Este processo de autoagendamento permite que os cidadãos selecionem o local e a data em que pretendem ser vacinados, recebendo depois uma mensagem SMS com a confirmação do dia, da hora e do centro de vacinação. A confirmação do agendamento implica que seja enviada resposta ao SMS.

Segundo dados do ministério da Saúde, foram administradas, até domingo, mais de 7,9 milhões de vacinas, cerca de cinco milhões das quais de primeiras doses e outras 2,9 milhões que permitiram a vacinação completa.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.