O chefe de Estado português, Marcelo Rebelo de Sousa, foi o primeiro a felicitar hoje o Presidente eleito do Brasil, Lula da Silva, e manifestou-se certo de que o seu mandato corresponderá a um período promissor nas relações com Portugal.

De acordo com os resultados oficiais divulgados pelo Tribunal Superior Eleitoral (STE) do Brasil, o antigo Presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva venceu a segunda volta da eleição presidencial deste domingo, derrotando o chefe de Estado em exercício, Jair Bolsonaro.

“O Presidente da República felicita o Presidente Luiz Inácio Lula da Silva pela eleição como Presidente da República Federativa do Brasil, com a certeza de que o mandato, que vai iniciar em janeiro próximo, corresponderá a um período promissor nas relações fraternais entre os povos brasileiro e português e por isso também entre os dois Estados”, lê-se numa mensagem publicada no portal oficial da Presidência da República Portuguesa na Internet.

Marcelo Rebelo de Sousa já anunciou a intenção de estar presente na posse do próximo Presidente do Brasil, em 01 de janeiro de 2023, em Brasília.

Já o primeiro-ministro António Costa afirmou hoje que já teve a oportunidade de “felicitar calorosamente” Lula da Silva pela sua eleição como Presidente do Brasil e manifestou “grande entusiasmo” com a perspetiva de trabalho conjunto nos próximos anos.

“Já tive a oportunidade de felicitar calorosamente Lula da Silva pela sua eleição como Presidente da República do Brasil. Encaro com grande entusiasmo o nosso trabalho conjunto nos próximos anos, em prol de Portugal e do Brasil, mas também em torno das grandes causas globais”, escreveu António Costa na sua conta na rede social Twitter.

Enquanto secretário-geral do PS, António Costa manifestou apoio a Lula da Silva nesta eleição presidencial contra o chefe de Estado em exercício do Brasil, Jair Bolsonaro.

Também o ministro dos Negócios Estrangeiros português, João Gomes Cravinho, saudou hoje o povo brasileiro pela eleição do novo Presidente, Lula da Silva, e pelo "exemplo democrático", afirmando Portugal como "um parceiro e aliado" do Brasil.

"Saudações ao povo brasileiro pela eleição do novo Presidente da República @LulaOficial. Parabéns pelo exemplo democrático! Portugal é e sempre será um parceiro e um aliado ativo e empenhado do Brasil", lê-se numa publicação na página do Ministério dos Negócios Estrangeiros na rede Twitter, acompanhado pelos 'emojis' das bandeiras portuguesa e brasileira e um aperto de mãos.

Já o presidente da Assembleia da República, Augusto Santos Silva, assinalou hoje a vitória de Lula da Silva na segunda volta das eleições presidenciais brasileiras com apenas duas palavras, “Parabéns, Brasil”.

Augusto Santos Silva, ex-ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, escreveu esta mensagem na sua conta na rede social Twitter.

Cerca das 23:00 de Lisboa o STE deu a eleição como matematicamente definida. Quando estavam apuradas 99,17% das secções, o candidato do Partido dos Trabalhadores (PT, social democrata), Lula da Silva tinha 50,85% dos votos, contra 49,15% para Jair Bolsonaro (extrema-direita).

Lula da Silva, que já cumpriu dois mandatos como Presidente, entre 2003 e 2011, regressa ao Palácio da Alvorada após uma vitória na segunda volta, a primeira na história democrática recente do Brasil contra um chefe de Estado recandidato.

O antigo sindicalista terá como vice-presidente Geraldo Alckmin, do Partido Socialista Brasileiro (PSB), que já tinha sido seu opositor nas eleições presidenciais de 2006, então pelo Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB).

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.