A visita, de 5 a 10 de outubro, é a primeira de membros do gabinete do procurador do Tribunal Penal Internacional desde a guerra de 2014 na Faixa de Gaza.

A delegação vai visitar Telavive, Jerusalém e Ramallah, informou a procuradora, Fatou Bensouda, num comunicado em que sublinha que a visita não se destina a investigar ou recolher provas relativas a quaisquer alegações.

A pedido dos palestinianos, o gabinete da procuradora abriu em 2015 um inquérito a alegados crimes de guerra cometidos por Israel no conflito de 2014.

A guerra de julho e agosto de 2014 na Faixa de Gaza opôs Israel ao movimento Hamas, que governa aquele território.

Segundo números da ONU, 2.251 palestinianos, 551 deles crianças, e 73 israelitas, na maioria soldados, foram mortos no conflito.

Israelitas e palestinianos acusam-se mutuamente de crimes de guerra.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.