“Até ao momento foi realizado o procedimento de autópsia a 290 corpos, dos quais 186 foram plenamente identificados e 161 já foram entregues”, indicou o organismo em comunicado.

A emergência na capital do departamento de Putumayo foi motivada pelo transbordamento dos rios Mocoa, Sangoyaco e Mulatos, que passam pela cidade e que, ao galgarem as margens, destruíram vários bairros, como consequência das fortes chuvas que caíram a 31 de março.

Também a Cruz Vermelha colombiana apresentou um balanço com 332 feridos, dos quais 78 foram encaminhados para centros médicos localizados nas cidades de Neiva, Popayán e Bogotá, e 36 estão a ser assistidos em hospitais no departamento de Putumayo.

Outras 199 pessoas receberam alta do hospital de Mocoa, enquanto 19 continuam internadas.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.