Uma pessoa morreu e 30 ficaram feridas no despiste de um autocarro em Nisa. O alerta foi dado à Proteção Civil às 17:56, confirmou fonte do CDOS ao SAPO24. O acidente ocorreu na freguesia de Arez e Amieira do Tejo, concelho de Nisa.

Além da vítima mortal, um rapaz de 18 anos residente em Tortosendo, concelho da Covilhã, e dos quatro feridos graves, 29 ocupantes do autocarro sofreram ferimentos ligeiros e os restantes 15 foram transportados para Nisa, para serem acolhidos pelo Serviço Municipal de Proteção Civil.

O autocarro transportava jovens entre os 18 e os 23 anos provenientes da Covilhã e de Belmonte, que estavam a regressar de uma viagem de finalistas, segundo fontes da Proteção Civil e da GNR.

Já durante a noite, o secretário de Estado Adjunto e da Saúde assegurou que não há feridos graves do despiste de um autocarro em Nisa, que provocou a morte de um estudante do secundário e mais de 30 feridos.

No Hospital de Abrantes deram entrada 13 feridos, um deles inicialmente considerado em estado grave: uma rapariga de 18 anos com suspeita de traumatismo craniano, segundo o secretário de Estado Adjunto e da Saúde, Fernando Araújo, que se deslocou ao local.

Fernando Araújo disse que a jovem está consciente e estável e que os exames feitos "não demonstraram lesões graves".

A diretora clínica do hospital, Cristina Gonçalves, disse também que "já não há feridos graves" no Hospital de Abrantes.

Segundo o secretário de Estado, os 12 feridos ligeiros que deram entrada naquele hospital podem ter alta nas próximas horas.

Fernando Araújo disse ainda que os 16 feridos, entre eles o motorista do autocarro, transferidos para Portalegre e os quatro conduzidos para Castelo Branco apresentam todos ferimentos ligeiros.

O acidente provocou a morte a um rapaz de 18 anos, precisou o secretário de Estado.

Anteriormente, fontes da Proteção Civil e da GNR tinham indicado que a vítima mortal tinha 20 anos e que o acidente tinha provocado quatro feridos graves e 29 ligeiros, distribuídos entre os hospitais de Portalegre, Abrantes e Castelo Branco.

Os restantes 15 passageiros foram assistidos no local do acidente e foram transportados para Nisa para serem acolhidos pelo Serviço Municipal de Proteção Civil.

O despiste ocorreu pelas 17:56 no Itinerário Principal 2 (IP2), entre o nó de Arez e a Barragem de Fratel, concelho de Nisa, distrito de Portalegre.

O autocarro transportava, além do motorista, 48 passageiros, sobretudo jovens entre os 18 e os 23 anos provenientes da Covilhã e de Belmonte, que estavam a regressar de uma viagem de finalistas, segundo fontes da Proteção Civil e da GNR.

O IP2 foi cortado nos dois sentidos tendo sido reaberto às 23:10. O acidente está a ser investigado pelo Núcleo de Investigação de Crimes de Acidentes de Viação (NICAV) da GNR.

Pelas 20:55 estavam ainda no local 96 operacionais e 41 veículos.

"Condições Adversas" numa zona perigosa

Segundo o comandante distrital de operações de socorro de Portalegre, Rui Conchinha, o acidente, em que morreu um rapaz de 20 anos, ocorreu no nó de Arez e a Barragem de Fratel do IP2, uma estrada “sempre perigosa e numa zona já com muita sinistralidade”.

“Com condições adversas, com muita chuva”, o autocarro despistou-se pelas 17:56 e fez um capotamento lateral, descreveu Rui Conchinha.

Questionado sobre as causas do acidente, o comandante distrital de Portalegre disse que as “equipas de peritos da Brigada de Trânsito estão no local a fazer a respetiva peritagem e só eles é que se poderão pronunciar nesse sentido”.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.