Em comunicado hoje divulgado, a PJ adianta que o crime ocorreu em 12 de setembro quando um homem de 32 anos foi alvejado enquanto “circulava no seu automóvel, na companhia do filho, junto à residência do agressor, o qual se pôs em fuga, de seguida”.

Ainda de acordo com a PJ, as diligências permitiram determinar que, na origem do crime, estarão “desavenças pessoais”, tendo o agressor “revolvido fazer uso de arma de fogo, relativamente à qual não dispõe de qualquer licença, nem documentação”.

O suspeito da prática de um crime de homicídio na forma tentada e de uso de arma proibida foi presente a primeiro interrogatório judicial, tendo sido determinada a sua prisão preventiva.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.